A Raiva se alimenta de Raiva.

Quando alguém nos diz que é normal estar com raiva, isso só alimenta o fogo. Normalmente não entendem este sentimento e estão buscando justificativas para o mau comportamento.

Embora eu concorde plenamente que nossas emoções são reais e não é saudável reprimi-las, o que está faltando é a distinção entre a raiva emocional e a violência que a acompanha… em pensamento, palavra e ação.

O objetivo de subjugar uma grande bagunça não é negar nossos sentimentos, mas encontrar uma maneira mais responsável de reagir ou não reagir de maneira alguma. Temos que tomar uma decisão consciente antes que a raiva se estabeleça e tome todo o controle em uma explosão emocional. Todos nós temos o poder de fazê-lo.

A origem da maior parte da raiva não está em um único momento; São muitas, camadas que são criadas ao longo do tempo,  então aprender a descobrir de quais precisamos nos livrar é, na melhor das hipóteses, a maneira de superar o que não está nos favorecendo.

A raiva, não é nada mais do que intimidação e reação, e no final, é o zangado que faz papel de bobo. Aprender a administrar o que estamos sentindo, sem vivenciar o drama, é desafiador, e se você não sabe como, pode começar com a tarefa de respirar.

Quando você começa a ficar com raiva, dentro de seu cérebro esta ocorrendo uma sequencia de explosões neurais, com uma grande liberação de hormônios, onde a área responsável por suas ações racionais, esta sendo inundada por emoções liberadas por uma outra região chamada de sistema líbico, mais exato na amígdala cortical.

A questão da respiração é algo incrível pois na realidade você não precisa passar instruções para o seu cérebro para que ele tome a ação de respirar. Isso é algo automático.

A partir do momento em que você passa instruções ao seu cérebro de que é preciso respirar, algo estranho ocorre, pois a area emocional que esta em descontrole, se alimentando da raiva, não entende a razão de ter que se atentar ao ato de respirar, aquilo que é fundamental para sua vida.  Isso causa um curto circuito emocional, dando maior tempo para que seu raciocínio lógico assuma o controle, evitando que ações, atitudes que poderiam ser tomadas por você não ocorram.

Todo mundo sabe que varias coisas nos tiram do sério, e quanto mais as alimentamos, maiores serão os estragos, mas pense rápido, o que isso realmente alcança? Nada.

Lembre-se, a negatividade é contagiante, e aqueles que querem justificá-la são aqueles que não aprenderam como lidar com isso. Não há desculpas para a negatividade.Trata-se de uma maior compreensão de nossos próprios pensamentos.

“Ter realmente a responsabilidade sem anexar as desculpas”. Mas isso não significa que precisamos ignorar o que nos aflige e o que dói. É um trabalho desafiador, especialmente quando danos são causados, mas é realmente possível curar, não ficar enfurecido o tempo todo e quebrar a cadeia de pensamentos vingativos e amargos.

Só você pode alimentar o que você cria dentro de sua mente, por isso, vigiai sempre os seus pensamentos, deles a sua vida depende!

Um grande abraço!

16 de julho de 2019

0 responses on "A Raiva se alimenta de Raiva."

Leave a Message

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE

A Mente com Deus, é um programa de educação e conhecimento online, para o desenvolvimento humano através da palavra de Deus e estudos da mente humana.

São Paulo, SP
(+55 11) 99146-0407
contato@amentecomdeus.com.br

Assuntos mais procurados

SIGA NAS REDES

   

Quem está Online

Não há usuários online neste momento
top

© 2019 - A Mente com Deus. Todos os direitos reservados. - Política de Privacidade
Desenvolvido por WorkPixel

Setup Menus in Admin Panel

Receba conteúdo gratuito

Cadastre em nossa lista para receber materiais em seu email: 
CADASTRAR
Você poderá cancelar a qualquer momento